script type="text/javascript"> var _gaq = _gaq || []; _gaq.push(['_setAccount', 'UA-2402729-1']); _gaq.push(['_trackPageview']); (function() { var ga = document.createElement('script'); ga.type = 'text/javascript'; ga.async = true; ga.src = ('https:' == document.location.protocol ? 'https://ssl' : 'http://www') + '.google-analytics.com/ga.js'; var s = document.getElementsByTagName('script')[0]; s.parentNode.insertBefore(ga, s); })();
Lobo Solitário - Lobo Líder
- “A Evolução da Liderança”

© 2005 Rick Johnson

As companhias privadas variam em tamanho, desde operações "mamãe e papai" muito pequenas, com rendas de $100,000 ou menos, até as enormes multimilionárias distribuidoras com filiais por toda a América do Norte. O atacado também tem alguns mega-distribuidores com vendas que variam de $1 bilhão a $27 bilhões. A maioria desses distribuidores atacadistas é de sociedades familiares.

As organizações familiares de pequeno e grande porte com questões de sucessão e preparação de lideranças de segundas e terceiras gerações têm sido submetidas à evolução da liderança. Estas organizações foram freqüentemente fundadas por um empresário agressivo, altamente talentoso.


Muitos dos princípios de liderança que ajudaram a construir o sucesso desfrutado pela organização no passado não é o tipo de liderança que manterá o mesmo sucesso por gerações de proprietários. Ao contrário das convicções de algumas “autoridades em liderança”, as teorias de Maquiavel sobre o assunto não se aplicam aos nossos dias. Nicolau Maquiavel é considerado por alguns como um guru da liderança, que viveu durante o período do Renascimento, sendo citado freqüentemente. Maquiavel acreditava que “os Homens são mais aptos para o mal do que para o bem”. “a meta de um líder é unicamente poder e dominação”.

A Evolução de Liderança

Os tempos mudaram, a liderança evoluiu. Os dias do “Lobo Solitário”, o líder do topo que domina com poder, já foram embora. As organizações privadas prósperas passaram pelo processo evolutivo da liderança. Elas entendem que o líder atual tem que gerar mudança na organização para satisfazer as necessidades dos seus clientes, satisfazer as necessidades dos seus empregados e satisfazer as necessidades dos seus acionistas. Isto envolve uma especial mudança do ciclo de vida. Esta mudança varia de acordo com a geração da liderança.

Freqüentemente, a gerência baseada no estilo de liderança intuitiva do fundador, com metodologias altamente autocráticas, não funcionará no atual ambiente empresarial. Hoje exige-se uma estrutura administrativa estável que requer mudanças na natureza das práticas de liderança antigas. Isto requer uma evolução de um estilo altamente reativo, individualista e autocrático para um estilo mais autônomo: proativo e orientado para o empregado. A evolução de um estilo de liderança “Lobo Solitário” para “Lobo Lider”, que confia na habilidade dos empregados em fazer as coisas acontecerem, e dá autonomia para que os empregados realizem suas tarefas.

Os fundadores, e até mesmo a segunda e a terceira geração de sucessores, podem achar difícil fazer a transição do estilo “Lobo Solitário” para o “Lobo Lider”. Isto acontece quaqndo o proprietário coloca suas necessidades pessoais à frente das necessidades do negócio e a organização não é administrada no interesse de seus clientes, seus acionistas e seus empregados.
As organizações que ainda se baseiam no estilo “Lobo Solitário” têm um sócio com as chaves na mão, uma forte personalidade dominante e, provavelmente, pouca habilidade para ouvir. Esta síndrome do “Lobo Solitário” é fácil de se reconhecer. Os mesmos problemas parecem surgir continuamente. A participação no mercado se deteriora e problemas de fluxo financeiro passam a existir.
Pode haver uma visão, mas nenhum plano existe para realizar aquela visão.

A ansiedade pode começar e o sócio fica defensivo, ou até mesmo paranóico, e usar o recurso de culpar os outros pela falta de sucesso ou pelo fracasso. Sem intervenção externa, treinamento executivo, um sólido conselho de administração ou até mesmo um grupo de conselheiros, a companhia pode acabar sendo vendida, ou pior, a companhia pode entrar numa espiral descendente mortífera.

Leia os artigos “The Death Spiral” (“A Espiral de Morte”) e “Leadership Thought Provoker” (Provocador de Reflexões sobre Liderança) - ambos em inglês - enviando um e-mail para [email protected]

O Lider Lobo Solitário Ainda Existe

Isto não significa que não há alguns líderes do tipo “Lobo Solitário” que ainda existem atualmente e têm obtido êxito.

Lembre-se: eles têm um espírito empresarial forte que os torna dinâmicos e decisivos. Freqüentemente eles têm uma visão clara e estas características podem guiar uma companhia durante algum tempo.
Porém, eu afirmo para você que os “Lobos Solitários” que ainda não evoluíram não podem maximizar o sucesso da sua organização. Eles não vão poder contar com a vantagem competitiva que se transformou na linha mestra da sua sobrevivência.

As características fortes que lhes levaram depressa ao sucesso no passado tornaram-se responsabilidades no ambiente de hoje. Eles não acreditam em autonomia para os empregados. Eles não acreditam em planejamento de longo prazo. Eles são relutantes em desenvolver a estrutura, a política e os procedimentos, porque inibem a habilidade para o duelo e tiram a sua agilidade. Eles acreditam erradamente que o tiro rápido é parte da sua vantagem competitiva, porque funcionava tão bem no passado. Eles podem tomar decisões reativas movidas por crises, com pouca ou nenhuma ajuda da sua administração, sem reconhecerem que as raizes das causas têm que ser identificadas e corrigidas.

Se eles tiverem um Conselho de Administração, este será composto de amigos, que basicamente fazem tudo o que eles querem sem muito questionamento. Eles só contam com aqueles que demonstram ser mais leais e motivados por medo e por culpa. Certamente, eles realizarão reuniões com o pessoal, mas mais como um exercício de poder, para informar sobre sua intervenção na crise, ou simplesmente para triturar as pessoas. Eles têm dificuldade de deixar o passado para trás.

A Evolução Criou a Demanda por Executivos "Lobo Líderes"

As organizações mais prósperas passaram pela experiência da mudança.Na realidade, estas organizações reconheceram a necessidade de gerar mudança. É para isso que a liderança realmente está voltada; para a habilidade de gerar mudanças.

Estas organizações prósperas têm buscado desenvolver seus empregados ao longo do tempo. Os executivos "Lobos Líderes" adquiriram o respeito e a confiança dos seus empregados demonstrando respeito e confiança em relação a eles. Muitos empregam um estilo servidor, de liderança situacional que é baseada numa plataforma de crescente autonomia. Eles desenvolvem os líderes futuros; tomam decisões proativas com base em riscos calculados. Eles empregam análise das raízes das causas até mesmo quando não são formalmente chamados para isso. Eles empregam melhores práticas e tomam decisões a respeito do pessoal baseados em responsabilidade, competência, treinamento e capacidades. Eles desenvolvem um verdadeiro Conselho de Administração que agrega valor à organização, desafiam os Executivos e os mantêm responsáveis. Os executivos "Lobos Líderes" reconhecem e acreditam que liderança é um convite à grandeza que nós estendemos aos outros. Os líderes prósperos entendem que eles têm que devolver o que eles aprenderam. Eles tornam-se mentores.

A Evolução é um Processo de Crescimento & Aprendizagem

Os Sócios-Executivos que evoluíram para o estilo de "Lobo Lider" passaram por um processo de crescimento individual e de aprendizagem. Eles aceitaram o fato de que podem não ter todas as respostas. Mais importante ainda: eles reconhecem que não têm que ter todas as respostas. Muitos acharam um mentor ou um treinador de executivos fora da organização. A mudança de estilo de liderança não é a coisa mais fácil de se fazer no mundo. Treinar torna-se um recurso muito útil.

Este processo evolutivo inclui:

• Crescimento da sua curiosidade instintiva e fortalecimento do seu foco na organização voltada para o cliente. Serviço e qualidade tornam-se um modo de vida dentro da organização e são usados para sustentar a sua vantagem competitiva.

• Fazer um exame da sua visão e redefinir-la como um jogo que desafia o time de executivos a criar um plano estratégico para conhecer este jogo. Este plano incorpora crescimento e rentabilidade, assim como também outras metas e objetivos específicos.

• Reconhecer que os empregados são os recursos mais preciosos e reforçar este reconhecimento ao investir no desenvolvimento destes empregados.

• Autonomia acompanhada dos recursos necessários para o seu sucesso e responsabilidade pelos resultados.

• Utilizar um Conselho de Administração como um recurso de administração compartilhada e como desafiador na busca de políticas e orientação.

• Incorporar Plano de Contingência e Plano de Ação como exercícios regulares.

(Envie um e-mail para [email protected] e receba - em inglês - informações sobre Conselho de Administração)

Crescentemente as organizações atacadistas são caracterizadas por um jogo grande e inacreditavelmente complexo de relações independentes entre grupos altamente diversos de pessoas. É sobre isso que trata a evolução. Para ter êxito, o executivo "Lobo Lider" determina como obter envolvimento ativo, inovação e criatividade dos seus empregados. O sucesso depende mais dos componentes do que de “melhores práticas” de "fazedores de sucesso". O sucesso exige um nível superior de liderança - que requer profundo compromisso. Este compromisso não florescerá em ambientes de trabalho que ainda são dominados pelo "Lobo Solitário" - com seus métodos de administração usados no passado: “tapa & ponto final” ou o “cenoura e vara”.

O Executivo "Lobo Lider"

Os executivos do tipo "Lobo Lider" buscam resultados. São líderes de alto impacto. São consistentes, explícitos e concisos e sua presença se faz sentir quando entram numa sala. Eles têm bastante carisma para transformar o momento mais sombrio em um evento de alta-energia. Quando eles se transferem, outras pessoas querem segui-los. Eles têm seguidores. Sua franqueza e sua honestidade criam um legado que as pessoas admiram e seguem.
Eles inspiram compromisso e confiança.

Criar mudanças, administrar em tempos turbulentos ou fomentar crescimento, tudo depende de equilíbrio e do tipo de liderança do "Lobo Lider". Nenhuma pessoa pode fazer uma companhia ter sucesso. Isto depende de muitas pessoas. Mas uma pessoa com comando de liderança, utilizando o estilo de "Lobo Lider" pode gerar bastante influência, e criar bastante liderança no grupo de administração a fim de garantir o sucesso.
A administração tem que imaginar uma forma de promover mais envolvimento e criatividade dos seus empregados.

Os questionamentos da situação e a geração de novas idéias são encargos do sucesso. Este está intimamente vinculado a um nível superior de desempenho, um nível que requer profundo compromisso.

A maioria de nós não é formada de líderes natos. Nós não somos peritos em comunicação. Porém, uma boa porcentagem de nós nos tornamos líderes de homens e desenvolvemos relacionamentos profundos em nossas carreiras, que nos conduzem ao compromisso, um compromisso com o sucesso.

Para as organizações familiares a liderança é passada de geração em geração. Para alcançar os objetivos, cada geração tem que entender os seguintes princípios básicos da liderança.

• Honestidade
• Integridade
• Respeito
• Probidade
• Preocupação sincera com os outros
• Habilidade de correr riscos calculados

Uma vez que estes princípios são aprendidos e praticados, sua influência leva ao próximo passo que é desenvolver estas habilidades de liderança no time de administração. Os executivos familiares do tipo "Lobo Lider", que passaram pela evolução da mudança, entendem isto e estão côncios das suas responsabilidades.

“O verdadeiro teste de um líder de sucesso é ele se basear na sua convicção, na sua vontade e na sua compreensão para prosseguir.”

O executivo "Lobo Lider" entende a importância de fazer conexões emocionais com o time de administração que o cerca. Ele têm que encorajar estas pessoas para que se conheçam e dialoguem mais e revelem seus sonhos. Eles têm que ensinar e agirem como mentorores. Não é tão fácil quanto Willie Nelson quer que você acredite. (NT: Willie Nelson é um guitarista, cantor e compositor americano, que alcançou sua fama durante os anos 1970s)

Alcançar a sua liderança requer avançar seus projetos pessoais enquanto inspira o avanço dos projetos dos outros. Um bom líder não se intimida com o sucesso dos outros. Eles encoraja os outros na busca do sucesso e os ajuda a cumprir seus sonhos e necessidades. Alcançar a liderança ajuda a determinar os fatores implícitos da comunicação.

Compreender as conclusões e afirmações torna-se um componente fundamental para enterder as pessoas. O executivo "Lobo Lider" têm altas habilidades de questionamento e de buscar prosperidade. Isto lhes permite distinguir em profundidade fatos reais e suposições. Alcançar a sua liderança permite aos líderes de sucesso estabelecer conexões emocionais que minimizam o medo e a intimidação.
Isto encoraja o entusiasmo e a cooperação
Assim está acontecendo em toda parte onde existe um "Lobo Lider".


 
Dr. Rick Johnson ([email protected]) tem mais de 35 anos de experiência na área de Distribuidores Atacadistas. Ele é o CEO da Strategist, uma empresa que apóia a administração executiva por representação em conselhos e no coaching e treinamento para executivos www.ceostrategist.com

© Copyright 2005 Adolfo Breder ([email protected]) da versão do texto original em inglês:
"Lone Wolf----Lead Wolf - The Evolution of Leadership"