Empresas e Produtos: Nomes Inspirados nas Escrituras
© 2011 Marcia Yudkin

Não faz muito tempo a novelista Marilynne Robinson publicou um artigo no New York Times sobre referências bíblicas na literatura, o que me levou a pensar nos nomes de empresas e produtos inspirados na Bíblia.

Surpreendentemente, não há muitos.

Robinson apontou no seu artigo que : "alusões bíblicas podem sugerir um grau de seriedade ou significação." Eles têm gravidade e ressonância e indicam uma complexidade de experiência, ela notou.


Eu acredito que estes pontos também podem ser aplicados quando as referências bíblicas aparecerem em nomes de negócios. Por causa da educação difundida pela fé religiosa, freqüentemente esses nomes geram uma aura de familiaridade. Eles têm mais potencial para relevância a longo prazo e reconhecimento que referências a filmes, canções e outros elementos da cultura popular.

Se você estiver dirigindo um negócio secular, você pode querer evitar um sabor religioso. Porém, como você verá, na maioria dos exemplos abaixo, as referências bíblicas necessariamente não são vistas como sectárias ou indícios de devoção.

Os nomes derivados da Bíblia estão divididos nestas categorias:

1. Personagens da Bíblia. Por exemplo:


* Samsonite - Vem de Sansão, o lendário homem forte do Testamento Velho. Leia +

* Lot's Wife Gourmet Sea Salt - Uma referência à mulher de Ló, o sobrinho de Abraão, que foi advertido para não olhar para trás ao fugir da destruição de Sodoma e Gomorra. Ela desobedeceu e olhou. Assim foi transformada em um pilar de sal. Leia +

* Bezalel Coins - No Livro de Êxodo, Bezalel era artesão de mestre escolhido fazer a arca de Noé e outros objetos sagrados. Leia +

2. Palavras, frases ou conceitos da Bíblia, especialmente do Livro de Provérbios, mas também de outras partes da Bíblia.

* Iron Men - Uma companhia de construção de dois sócios no Michigan com o nome baseado em Provérbios 27:17, "Como o ferro com ferro se aguça, assim o homem afia o rosto do seu amigo." Leia +

* Apples of Gold - Uma empresa on-line de jóias que explicitamente faz uma referência a Provérbios 25:11, "Como maçãs de ouro em salvas de prata, assim é a palavra dita a seu tempo". Leia +

* Fruta proibida - Uma loja de Austin, Texas que vende brinquedos de adultos (rsrsrs), assim chamada com base na cena do Jardim do Éden onde a malcriada Eva convence Adão a comer a fruta da Árvore do Conhecimento, que Deus havia proibido que consumissem.

* Mannatech - Uma empresa de marketing multinível que vende suplementos e produtos de cuidados com a pele. Recorreu ao maná, a substância que caiu dos céus todas as noites e sustentou os Israelitas, quando eles vagaram pelo deserto durante 40 anos.

3. Números de capítulos ou versículos. Este tipo de referência bíblica me pegou de surpresa, pois eu, como a maioria das pessoas, não posso citar capítulo e versículos de passagens familiares da Bíblia de memória. Porém, quando buscamos as referências, estas insinuações têm ressonância.

* Fitness 9:27 - Companhia de treinamento pessoal cujo pontos do nome levam a Coríntios 9:27: "Antes subjugo o meu corpo, e o reduzo à servidão, para que, pregando aos outros, eu mesmo não venha de alguma maneira a ficar reprovado." Leia +

* Thirty-One - Empresa de vendas diretas que oferece bolsas e produtos organizacionais cuja missão é celebrar, encorajar e recompensar as mulheres, fazendo um paralelo com a evocação da Mulher de Valor em Provérbios 31. Leia +

Na América do Norte as referências Bíblicas - especialmente do Velho Testamento - tendem a ter um sabor ecumênico e necessariamente não identifica a empresa com uma religião particular. Porém, internacionalmente isso pode ser menos verdadeiro.

Enquanto analisava nomes em inglês de uma companhia que um homem pretendia montar, com sede em Dubai, eu lhe sugeri usar o nome Solomon, por evocar sabedoria. "Não, isso seria percebido como judeu. O Islã tem a mesma figura, mas recorre a ele como Suleiman." E, naturalmente, na Índia ou Indonésia o rei Salomão pode não evocar nenhuma associação com nada.

 

Marcia Yudkin- é o autora de mais de uma dúzia de livros, incluindo 6 Steps to Free Publicity ( 6 Passos para a Publicidade Grátis ), agora em sua terceira edição, e Persuading People to Buy ( Persuadindo as Pessoas a Comprar ), do qual este artigo é adaptado. Ela auxilia profissionais liberais e empresários de pequeno e médio porte a conectarem-se com seus mercados alvo com boa relação de custo e efetividade e criatividade. Aprenda mais sobre suas séries Marketing Insight Guides sobre os fundamentos para transformar estranhos em clientes de longo-prazo. Visite www.yudkin.com/guides/index.htm .

© Copyright 2012 Adolfo Breder ( adbreder@callmunity.com ) da versão do texto original em inglês:
- Biblical Business Names: Company and Product Names Inspired by the Bible

Imagem: Bigphoto.com